-

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Tens tempo?


Olá boa tarde.
Tudo bem desse lado? Espero que sim.

E já é Sexta-feira, dia 28 de Setembro de 2007.
Faltam quase três meses para o Natal.

Gostaria de falar sobre o tempo.

O tempo penso que questiona tudo e todos, mas pergunto, ele existe?
Reparámos muitas vezes que quando ansiamos por algo o tempo passa muito devagar, mas quando não queremos que algo aconteça tão rápido ele vem logo ao nosso encontro.
Será psicológico?
Será real?
Claro que é o nosso guia, mas que é uma grande questão é, e que nos faz rasteiras faz.
Eu por exemplo já não me entendo sem relógio, mas sei que se não o tiver o problema não é grande pois tenho uma consciência, por vezes comprovo que é certa, do tempo.
O mesmo se passa com os acontecimentos que queremos demoram muito a chegar, mas a passar, voam.

E o tempo voa?
Criamos rotinas, e todas elas quando são semelhantes têm a mesma duração.
É ele que nos comanda ou somos nós que temos essa possibilidade?

Eu penso que o tempo é uma forma de nós marcarmos as coisas, e alargar não dá, podemos é sim acrescentar mais, perdendo outro tempo.

E porquê é que o tempo dá mais margem em algumas situações do que em outras...?
Será fruto do nosso imaginário, isso só mesmo vivendo com ele é que o vamos conhecendo e mesmo assim, desde sempre que esta pergunta é colocada.

Pelo sim pelo não, vamos estar com ele.
O Tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem, o Tempo respondeu ao tempo
que o tempo tem o tempo que o tempo tem.
Esclarecidos? :)

Até ao meu próximo texto, e espero pelas vossas opiniões, se acreditam ou não na existência do tempo.

Até amanhã (?)

3 remendo(s):

Débora Val disse...

Olá.

Não, não ando desaparecida como a Bracalândia.

:p

Achei o teu texto mesmo interessante, e essas são perguntas que sempre fazemos.

Perguntas que para mim não têm uma resposta concreta.

Penso que é psicológico, isso de o tempo passar muito devagar ou muito depressa. Quando estamos a apreciar o momento, uma hora parece um minuto. No entanto, quando o tempo não nos é aprazível, um minuto parece uma hora.

Mas os ponteiros do relógio não andam nem mais depressa, nem mais devagar.

Se o tempo nos controla? Não faço ideia. Talvez sim, talvez não. Mas eu não consigo andar sem relógio.


Beijos e continua assim om o blog. : )

Débora Val disse...

E obrigada pelos comentários.

;)

celiaalmeida disse...

olà
tal como sempre : muito interessante. e jà nao houvia hà muito tempo essa frase "O Tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem, o Tempo respondeu ao tempo que o tempo tem o tempo que o tempo tem." LOL
na verdade o tempo nao voa ! é tudo psicologico ! so é preciso saber preencher as horas, pois elas correm todas a 60segundos por minuto, nem mais nem menos.
e hà uma coisa, disseste que so faltavam 2meses pro natal, na verdade faltam um pouco menos de 3.
beijoca,
vou ler o teu texto anterior.

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados