-

sábado, 5 de janeiro de 2008

Com a mão direita

Boa noite :)
Espero que o ano esteja a correr bem.
Pois é, já acabou a 1ª semana de 2008, um ano que nós presenteia com mais um dia.
É costume, principalmente dos portugueses julgo eu, dizer :"Ano Novo, Vida Nova".
Eu encaro o novo ano como uma oportunidade, uma chance que temos para dar o nosso melhor e tornar o novo ano (ainda) melhor que o anterior.

Mas há casos em que um novo ano não significa sempre uma mudança.
Os pobres ficam todos mais ricos ?
Os acidentes terminam ?
Tudo é perdoado ?
Os maus viram bons ?

Basta desfolhar um simples jornal, e vemos que o pessimismo por vezes persiste,mas lá está, nós se quisermos conseguimos, detesto quando se começa o ano com dúvidas, claro que por vezes limitações humanos o obrigam.
Uma coisa que me agradou imenso neste começo de ano foi a Lei que proíbe os fumadores de fumarem em recintos fechados, digam o que disserem isso ajuda cada um de nós a começar melhor o ano, pois se vamos a um restaurante é para comer o nosso prego em prato e não engolir fumo.
Este ano espero conseguir levar ainda mais este blog em frente, claro que em tempo de aulas é impossível e eu informo desde já (comunicado) que só actualizarei ao fim de semana, até porque tem mais sentido, terei mais assunto.
E como iniciei o texto , " Ano Novo, Vida Nova", vou também mudificar um pouco o blog, mas para melhor.

Por agora é tudo, apenas quis deixar aqui o 1º texto do ano, mas que tenciono acrescentar muitos mais, digo-vos se querem começar o ano bem mesmo é ter um espaço virtual vosso, podem não ter assunto, mas o simples facto de teclarem um bocado, as ideias acabam por surgir.

Fiquem bem.

2 remendo(s):

Gabriela Caldeira disse...

Olá!
Concordo contigo.
Mas o meu lema de vida não é "Ano novo, vida nova". Antes prefiro o "Ano novo, vida velha... melhorando a anterior".
Boa sorte, já que agora andas numa caça ao crime!
E cuidado com esta criminosa!
:)
(Creio que vou chatear-te com isto o ano todo, mas... tu sabes: ano novo, chatices novas cai melhor às pessoas no geral...)

Débora Val disse...

A minha vida nos anos novos nunca mudou, mas posso dizer que melhora. Normalmente, traço novos objectivos e consigo cumpri-los.

Nesses casos em que tu falas, acho que o ano novo não muda em nada. Os pobres continuam pobres, há cada vez mais acidentes e os maus continuam a ser maus. Seria bom que mudasse.

Concordo contigo quanto à lei do tabaco. Não somos obrigados a inalar o fumo dos outros: os outros não têm direito de prejudicar a nossa saúde.

Quanto às mudanças no blogue, adorei as novas cores, assentam-lhe como uma luva! E a música que puseste é espectacular.

Beijos.

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados