-

segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

Nossos laços

Os cordões manejam-me.
Os nós enfrentam os laços,
Os andares acanhados rompem,
E com eles saem-me pedaços.

Os passos estalam o chão,
Oscilo e estremeço a seu sabor.
Corrente forte e cavernosa,
Acaricia-te nesta noite de temor.

Estou no abismo, lança a corda.
Os meus laços já são nós fortes,
Mas os teus desprenderam-se.
Ata-os, com firmeza, é a hora.

9 remendo(s):

LUZIMAR disse...

Natal
Ivone Boechat

Acende seu amor,
aquece os pensamentos,
rejeita todo mal,
por isto,
lança tormentos
para longe de você,
convide Jesus Cristo
para a ceia de Natal!

Abre as janelas
da sua vida,
traga a esperança perdida,
a alegria quer chegar...
Acenda todas as velas,
convide o mundo inteiro,
é tempo de sonhar...

Olha a beleza da cidade,
quanta esperança no ar,
crianças cantando,
tempo de fé,
tanta gente lutando,
de pé, orando,
para tudo melhorar!


Feliz Natal e próspero ano novo
São os votos de:

http://oamorestanoarnomeular.blogspot.com/

Débora Val disse...

Vai parecer-te estranho, mas esse poema lembra-me embrulhos de Natal, que ainda hoje de madrugada estive a fazer alguns.

Um poema muito bonito. ;)

Boas festas para ti. Beijos.

Lizete Vicari disse...

Lindo poema!
Adorei tua visita, volte sempre!
Um Natal de alegrias e um Ano Novo com muitas felicidades!
Um beijo brasileiro. lili

Camilla disse...

Marta, que saudade dos seus textos!!

Beijos

David Marinho disse...

Sim, a hora que chegue depressa porque outras horas virão e pode ja ser tarde.

Beijoo

Andreia disse...

Chega sempre a hora.

Feliz Natal!

BANDEIRAS disse...

OI,
PASSANDO PARA DESEJAR-TE UM FELIZ NATAL

TUDO DE BOM PRÁ TI

BJS

um Ar de disse...

Olá querida Marta...
Um Bom Dia de Natal para ti.
Adoro este tema... e o poema!
.
[Beijo de saudade]

Moni disse...

que lindas palavras de amor!!!! feliz natal pra vc!! obriagada pela visita!

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados