-

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Fogo

Queimada estou e a ti o devo,
Possuíste-me sem pudor,
Reduziste a minha alma a cinzas,
Cinzas destoantes à tua cor.

Seduzida estou e a ti o devo,
Chamas altas de multicolor,
Calor intenso e arrepiante,
Contigo sofro, meu rubor.

Aquecida estou e a ti o devo,
Arrastaste-me com louvor,
Engoliste a minha força,
Devoraste o meu interior.


17 remendo(s):

Débora Val disse...

Falei na ministra porque, não querendo atacar a senhora, que as políticas dela nunca me afectaram, as políticas delas afectaram os professores, pois as aulas perderam qualidade. Quanto aos teus professores, não sei, mas os meus saem sempre da escola às 22h, sempre com reuniões, papelada, formações, etc... E o tempo para preparar as aulas? Não digo que as minhas aulas perderam a qualidade, mas imagino que seja difícil dar uma aula sem a preparar, da mesma maneira que é difícil apresentar um trabalho sem o estudar. Se nós, pobres coitados, adolescentes, somos asnos, bem pode dever-se a isso, em acréscimo à preguiça e falta de estudo. Há excepções, claro está. De resto, a frase está tão carregada de ironia que este espaço nem me chega para explicá-la. Deixa-me só dizer que as políticas da ministra incidem mais sobre os professores; mesmo com aquilo das faltas dos alunos, por exemplo, são os professores que têm ainda mais trabalho. Se estas políticas não são para mudar o que quer que seja, então não sei, para manter as coisas como eram antes não serviriam de nada. Como já te disse, a ironia da frase é tão grande que eu teria que descortinar o texto todo... Mas creio que já deu para entender.

Débora Val disse...

Gostei do poema. Com este frio, faz bem ao nosso corpo ler sobre fogo. Lembraste-me a minha lareira... ;)

Simplicidade disse...

Obrigada pela visita ao meu humilde canto.

Este fogo que queima e arde na pele, mesmo que em cinzas se tranforme, um dia se renovará.

Gostei das palavras que por aqui senti.

Beijinhos e um sorriso :)
Maria

Gabriela de Sousa disse...

Olá!
Bem... de facto tinhas razão, este poema é diferente, não na estrutura, mas no conteúdo.
O teu blogue está mesmo preparado para o poema não? Um poema sobre fogo, fundo vermelho, "Light my Fire"... bem, cuidado, ainda provocas um incêndio a sério, um dia abres o blogue e cheira-te a queimado... e a Marta queima o mundo da blogosfera!
Não, agora falando a sério, este assunto foi diferente... vou arriscar, um pouco erótico, talvez? Dá-me a entender duas coisas: a primeira é que, como já disse, é um pouco erótico:

"Queimada estou e a ti o devo,
Possuíste-me sem pudor"

Por outro lado, parece-me quase que a autora (que és tu) se está a lamentar, como se tivesse sofrido algum desgosto e sente-se um pouco revoltada porque houve algo ou alguém que lhe destruiu, queimou ou possuiu algo do seu interior:

"Reduziste a minha alma a cinzas"

"Engoliste a minha força,
Devoraste o meu interior."

De resto, acho que devias fazer mais poemas do género (:P) e um "calorzinho" literário estava mesmo a apetecer com a aproximação do Inverno... que já nem se chama bem Inverno, devido ao aquecimento global!
Concordo com a Débora: lembre-me da minha lareira... Huaaaaaa...

Beijos |:-)»|

CARLA ROCHA disse...

A trilha sonora não podia ter sido melhor escolhida para musicar teu poema! Muito BOM!!!! Obrigada pela visita, volte sempre, afinal também tenho sangue português! Grande abraço e uma semana iluminada!

Cleo disse...

Oi Marta! obrigada pela gentil visita.
gostei muito do teu blog, um espaço encantador. a imagem que emoldura o cabeçalho e a frase escrita. lindo!
Linda essa frase: "A visão é a arte de ver coisas invisíveis" e é mesmo, devemos sempre olhar com olhos da alma e ver coisas que nossos olhos não mostram. ver com o entendimento.

Perfeito o poema, parabéns pelo visual e conteúdo do teu blog.
Beijos.
Cleo

Cadinho RoCo disse...

Mas é preciso que resista e saiba resgatar sua temperatura ideal para que do calor de sua vida possa exuberar sua busca com os encontros que pretende encontrar.
Cadinho RoCo

Maria, Simplesmente disse...

Marta o calor faz parte da nossa vida, sem ele não viviamos.
Só se deixa queimar quem quer, por vezes há momentos em que o procuramos (inconscientemente?)embora depois nos possamos arrepender, por não ter sido daquela maneira que desejavamos e nesses casos não temos de nos queixar. Sabemos que onde há calor há fogo!
Em todas as decisões da nossa vida tem que haver esse calor, as consequências são recordações que se gravam em nós não mais conseguimos apagar e é cínico quem diz "...já nem me lembro!"Isto tem, como se diz "pano para mangas".
Um bom resto de semana.
Gosto de a ler Marta.
Bj
Maria

Lu.a disse...

WOW! Tá fantástico! 0.0

(E com Doors como "banda sonora" fica ainda melhor!)

O Profeta disse...

Um belo e arrebatador poema...


Doce beijo

Dora disse...

Adoro vermelho! A imagem é bem inusitada, né?! O poema é bem direto. Bom, por vezes a gente se sente enclausurada em certos sentimentos, mas creio eu que na maioria das vezes, nós é que nos permitimos isso (ainda que seja sem perceber)...
Obrigada pela visita.
Abraço grande e fica na paz.

ana d. disse...

asche zu asche cinza a cinza. Poema frio, gelado e belo como azoto liquido ( isto é um elogio que não sai bem)
visto que tens uma alma gelada (acho eu) ouve esta musica no youtube : rein raus- rammstein
(la estou a impigir as minhas musias em alemao e que so falam de morte)

Juh disse...

forte mt forte!

beijinho

Juh

Juh disse...

Li o teu teste sobre os professores vaiarem a ministra!!
pois é como aluna que és compreendo que não tenhas gostado do acto dos professores, mas cmo professora que sou vou dar-t a minha opiniao.
os professores juntaram-se aos alunos nas manisfestações porquetodo este processo de burocracia da avaliação é uma treta e como tal a senhora ministra vem com um tal de simplex que de simplex nao tem nada. pois é os professores querem conversar querem dialogar e querem expor as suas ideias mas o que é qe a senhora ministra e o governo faz??dá ouvidos???nenhuns!!!fazem td a sua maneira e cmo lhes convem. mas o que as pessoas se esquecem é que nos professores somos pessoas normais como todas as outras que para além da nossa profissao tb temos familia uma casa e uma vida propria e o que o governo esta a exigir de nos é demais para nos podermos dedicar a isto td que falei anteriormente. é por isso que os professores se manifestam porque nao acham bem o que o governo esta a fazer com eles e com a educação do nosso pais, porque os professores nao se preocupam so com eles mas também com a educação dos alunos. ok td bem que nao concordes com as manifestações mas tnta perceber o porque dessas manifestações e o que a ministra esta a fazer de mal e sabes porque os porfessores mais antigos nao se manifestam???porque estao em fim de carreir e nada os atinge porque já fizram td e agr so esperam pela reforma enquanto nos professores a pouco temp é que estamos a arcar com as consequencias todas entendes isso???

beijinhos

Juh

Cleo disse...

Oi Marta, passando pra te desejar uma bela semana e deixar um beijo de rimas prá ti.
Cleo

Camilla disse...

Tava com saudade dos seus textos.

Beijos

David disse...

Ha muito que nao vinha aqui mas fiquei contente com a qualidade que o blog continua a ter. Esse fogo, quando nos queima, não é bom mas vamos tirar ilações disso e depois crer que da proxima nao nos queimamos mais.

Beijo

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados