-

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Ele existe

Uma vez na escola perguntaram aos alunos o que era o Natal. Muitos responderam imediatamente “Natal é o dia em que recebo muitas prendas”, outras pretendendo agradar os pais que lá se encontravam disseram “Natal é o dia em que estou com todos aqueles que amo, os meus pais e amigos”.

No meio de várias frases feitas, a professora reparou que um aluno tinha ficado apático durante o diálogo, e perguntou-lhe “Então diz-nos, para ti o que é o Natal?”, ele coçando a cabeça em busca de ideias que teimavam em não sair disse somente a verdade “O Natal para mim é um dia como os outros. É diferente porque não tenho aulas. É diferente porque recebo no centro de apoio mais comida nesse dia, mas é um dia como outro qualquer. Não vejo os meus pais, porque eles já não vivem, e como deve saber vivo sozinho. Mas a melhor coisa que me acontece no dia de Natal é quando chega o Pai Natal, aliás eu fico a noite toda acordado á sua espera.”

Os seus colegas riram-se e diziam em coro que o Pai Natal não existia, que com a idade que tinha já o devia saber, e que o julgavam mais inteligente. Os pais, tentando garantir alguma cumplicidade riam-se e repetiam entre eles a história do rapaz.
A professora, que tentava manter a postura disse: “Sabes, o Pai Natal não existe. Aliás se tu nem tens dinheiro para comer como podes esperar pelo Pai Natal? Olha que acho piada ao teu sentido de humor, demonstra muita coragem perante a tua situação.”

O rapaz, que agora olhava todos com altivez disse: “Vocês acham que estão correctos? Então digam-me vocês o que significa o Natal? É o receber prendas como disseram? É a reunião com os familiares? Isso é uma consequência. Eu tenho o meu Pai Natal, que não é o velhote de barbas brancas e roupa vermelha, mas é um senhor que me dá comida e roupas para que possa ter uma vida mais digna.” “Se quiserem eu falo com ele sobre vocês, acho que vocês precisam de um Pai Natal”.
Aproveito este texto, que foi feito por mim, para desejar um Feliz Natal a todos, na companhia dos que mais desejam. Hoje é dia 24, o dia em que muitos permanecem na inocência e continuam a acreditar no Pai Natal, outros ficarão desiludidos ao saber que ele existe ou não existe depende de cada um e para outros é apenas mais um dia, tal como para o rapaz deste texto.
Desejo também um Feliz Ano de 2009, apesar de passar aqui antes de 2008 acabar.

23 remendo(s):

mariam disse...

Felicidades e Afectos nesta quadra Natalícia, prolongando-se por todo o ano 2009, são os meus votos.

um abraço
:)
mariam

Sandra Daniela disse...

Marta! Obrigada pela visita e o teu comentário! e já agora aqui fica para ti também: _________________ ★
_________________Paz

________________União

_______________Alegrias

______________Esperanças

_____________Amor.Sucesso

____________Realizações★Luz

___________Respeito★Harmonia

__________Saúde★..Solidariedade

_________Felicidade ★...Humildade

________Confraternização ★…Pureza

_______Amizade ★Sabedoria★.Perdão

______Igualdade★Liberdade...Boa-sorte

vida cotidiana disse...

Legal sua visita, volte sempre, adorei o seu blog e que música linda, lembra aqueles filmes antigos, bjs feliz natal!!!!

David Marinho disse...

Acho que muitas vezes nos falta o Pai Natal dos sentimentos e dos bons valores. Esse raramente aparece e acredito que teria tanto mas tanto para dar.

Beijinho de Bom natal

Adoa disse...

Um excelente texto!
Adoorei!

Posso voltar mais vezes, nao posso!!

Feliz Natal!

Beijos!

c disse...

espero exactamente o mesmo, tanto para mim como para ti, que foste tão simpatica em deixar o teu comentario :) um beijinho com votos de um optimo natal

Inês disse...

Gostei do texto, mesmo bonito :)

Feliz Natal!

Ricardo disse...

Excelente, acho que muitos meninos e meninas armados aos cagados deviam ler este post, parabéns!

Beijo :)

Malu Paixão disse...

Primeiramente, mto obrigada pela visita!
Parabéns pelo blog, parabéns pelo texto...adorei mesmo o lugar, passarei por aqui sempre que puder.
Meu Pai Natal sempre será aquele que meu deu a oportunidade de estar aqui, e que hoje, dia 25 de dezembro, completa mais um ano de reconhecimento!
Bjão... passe pelo meu blog quando puder.. rsrs

ps.: Posso te adicionar aos meus favoritos né?

escarlate.due disse...

bem escrito, embora a linguagem utilizada no discurso directo não seja muito realista tendo em atenção a idade do menino, mas é realmente um excelente texto, com uma mensagem importantissima. Parabéns!

quanto ao pai natal... hum... eu acredito mesmo no pai natal!! a única diferença é que quando era miúda tive a sorte de ter sempre um pai natal a entrar-me casa dentro. hoje... junto-me aos muitos pai natal que entram pelas casas. coisas que a vida nos ensina... :)

beijinhos Marta e feliz natal todos os 365 dias do teu ano

escarlate.due disse...

um adolescente inteligente e mesmo de um meio socio-cultural elevado quem nem é o caso do menino, não utiliza aquele tipo de linguagem, mas isso, como disse não era relevante naquele texto. E não era de todo uma critica destrutiva, antes pelo contrário, porque o seu texto é muito bom!! Se foi ofensivo o meu comentário peço que me perdoe, não era essa a intenção

Voltarei de certeza, Marta, se me permitir :)
beijinhos

Malu Paixão disse...

Marta, venho convidá-la para conhecer meu novo blog, caso se interesse. O seu já está adicionado aos favoritos tanto no Lua do Antiquário, quanto no Baú da Vovó... sinta-se à vontade para dar uma passada quando quiser..
beijos

A. Valentinna disse...

oi lhe retribuo os votos de feliz natal bjs

Malu Paixão disse...

Muito obrigada pelo comentário. Com certeza, conhecendo melhor o nosso passado, passamos a entender diversas situações presentes em nossas vidas. me interesso demais pela história de minha família! Cheguei a fazer minha árvore genealógica em um site!
Obrigada por me adicionar tbm!
sempre que puder, dou uma passada por aqui! bjãoo

Branca disse...

Obrigada pela visita...
Feliz Natal!
Desejo que 2009 seja um ano de muitas realizações, tanto na vida pessoal como na vida profissional, sempre com muito amor, muita paz...
bjo carinhoso,
Branca.

Isa disse...

Obrigada,querida,pela sua visita.
Ñ sou angolana,mas estive 5 anos em Luanda.Talvez dos anos melhores
da minha Vida.
Feliz 2009.
Deixo um
Beijo.
isa.

Belisa disse...

Olá

Agradeço a visita!
Gostei de ler o teu texto, pois para mim o Natal é um dia como os outros, mas por outro lado, não. Conseguir o equilíbrio entre os dois é óptimo e comigo resulta maravilhosamente!

Beijos estrelados

Berro d'Água disse...

Olá Marta!!!

Obrigada por tua gentileza e visita!!! Te desejo em dobro o que me desejastes e venha me visitar sempre que sentires vontade e eu virei te ver/ler, também És bem vinda!!!

PEQUENINA disse...

Obrigada pelo comentário... :)
Espero que tenhas tido um Feliz Natal...
Sim, por acaso escrevi este texto num dia que estava bastante desiludida... Não desapareço, preciso apenas de inspiração para mais um texto! :)

Realmente o Natal é mais um dia, perfeitamente banal e dedicado à troca de prendas... Digamos que a magia de criança se dissipa e que, por isso, o Natal deixa de ter piada... Preferia continuar a acreditar no Pai Natal, ao menos estes dias, tinham alegria e mantinham a curiosidade acesa de ver o Pai Natal chegar pela chaminé (... ou não, porque só vinha se eu estivesse acordada...)

Um beijinho*

Fénix disse...

Olá!
Eu sempre tive uma mãe Natal, que me dava comida, roupa, carinho e educação. Ela não veste de vermelho, mas é a minha mãe Natal. :)

Tal como o Natal se devia prolongar todo o ano, o "Pai Natal" também nos acompanha todo o ano. É aquele que distribuíu sorrisos e palavras de esperança quando necessitamos.

Beijos Joana.

Lu.a disse...

Votos atrasados (!!) de Boas festas! :)

Fénix disse...

Desculpa eu :)

Eu devioa ter escrito "Marta". Era um agradecimento.
Eu sou uma mulher, mas não me chamo Joana.

Desculpa, não sei como me saiu tal nome.

Um abraço

Ana Carolina disse...

Que bonito texto :)

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados