-

sábado, 1 de dezembro de 2007

Dia Mundial da Luta contra a SIDA


Olá boa tarde :)

Hoje, dia 1 de Dezembro é o dia Mundial da Luta contra a SIDA (Síndrome de Imunodeficiência adquirida).

Estava eu a pesquisar sobre este tema, e soube que há cerca de 39.5 de pessoas infectadas em todo o mundo.

Em Portugal, aproximadamente 30 mil pessoas estão identificadas com o vírus (HIV), mas o número de casos tende a ser maior do que o declarado.

Há a ideia errada de que esta doença infecta apenas os homossexuais, mas é um erro, pois todos aqueles que não usam protecção estão sujeitos, e em Portugal metade dos infectados é heterossexual estando aí a prova.

É um tema sério sim, que ainda muita gente tem receio em lidar, em falar, mas há que fazer ainda mais publicidade.

Retirei ainda esta informação que mostra como a SIDA se pode transmitir :

O VIH/HIV pode infectar outras pessoas quando se passa sangue ou outros fluidos corporais de alguém infectado para uma outra pessoa. Isto pode acontecer durante o sexo, quando as pessoas compartilham a mesma agulha, durante o parto, na amamentação, nas transfusões de sangue ou quando se usa a mesma lâmina para mais de uma pessoa, como, por exemplo, na circuncisão ou para se fazer furos nas orelhas.


Milhares de cientistas em todo o Mundo trabalham para que um dia consigam vencer
este flagelo. Esperamos assim que os progressos sejam conseguidos.


Fiquem bem, resto de um bom fim de semana.



3 remendo(s):

Débora Val disse...

A SIDA é o flagelo mundial: a epidemia so século XXi.

Muitas pessoas não têm acesso à informação e não sabem de nada.

Outras tantas são pobres e, como tal, não há dinheiro para a protecção.

Muitas pessoas, coitadas, precisam de transfusões de sangue e recebem sangue já infectado.

Outras tantas têm preconceitos de falar da doença. Porra!, é uma doença séria, para quê os preconceitos?

Depois temos aquelas que pensam que as coisas mais graves só acontecem aos outros. Não é bem assim.


É bom divulgar o facto, para que as pessoas abram os olhos e tenham mais cuidado. Devia haver mais campanhas desse tipo.


Beijos e gostei do teu texto. :)

Arauja disse...

Eu so' espero qe um dia se consiga encontrar algo qe possa combater esta doença...
Penso qe 'e dos problemas sociais a qe as pessoas dao mais importancia e se interessam mais...
Apesar de achar qe ainda se faz pouco para qe as pessoas tejam ainda mais informadas.
'E verdade qe ha' muita informaçao, mas alguns nao a têm, e 'az vezes os qe têm nao qerem saber, dizendo qe nunca lhe acontecera' nada, mas um dia acontece mesmo e nao ha' como voltar atras...
Protejam.se!
Nao e' preciso andarem na paranoia qe vou apanhar a doença... !
Apenas e' preciso ter cuidado com qem escolhemos para fazermos sexo e o essencial e' usarem preservativo!
'E desconfortavel, mas e' necessario!
<3'te @

Gabriela Caldeira disse...

Antes de mais, deixa-me dizer que escolheste muito bem a imagem.
Creio que ainda esteja um pouco longe a cura para este flagelo. Mas, sejamos, sinceras, os números podiam ser muito menores, pelo menos no que a gente chama de países desenvolvidos. Uma das principais desculpas usadas é a falta de informação e o não sabia. Desculpa ser um pouco drástica, mas ambas sabemos que mentem com todos os dentes que têm na boca (pelo menos a maioria). Por favor, é uma das matérias do programa de Ciências Naturais! Pelo menos os alunos infectados não me venham dizer que não sabia. Há imensa propaganda nas televisões e nas ruas e televisão é o que os jovens de hoje mais vêem. Não saber e não querer saber são coisas completamente distintas... Mas também há que focar uma coisa: não é por termos, por exemplo, um colega seropositivo que o vamos recriminar e abandonar, precisamente porque precisa de amigos mais do que nunca. Desde que saibamos como evitar o contágio, devemos sempre dar uma mão amiga e ajudá-lo a "viver" a doença. Coloco este verbo entre aspas, precisamente porque ter SIDA é o mesmo que morrer um pouco todos os dias.
Vou terminar, precisamente porque daqui a bocado estou a fazer um texto e o blogue é teu e não meu :) Mas, de qualquer maneira, há certas coisas que devem ser ditas...
Parabéns pelo texto! Por acaso não sabia o que era o dia 1 de Dezembro, para além da Restauração. Incentivo-te a continuares e a dares ênfase às questões sociais, que são temas do interesse comum e em que os jovens de hoje mais se deveriam preocupar.

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados