-

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

Lá se vai o queijo...

Este ano para felicidade dos roedores, é o ano deles.
Não me refiro aos amantes do queijo e dos produtos de qualidade, mas sim ao calendário chinês, o mais antigo registo cronológico que a história nos indica.
Baseia-se no sol e na lua, tendo cada ano doze lunações englobando um total de 354 dias (11 dias de férias).
Para não se perder a sincronia com o ciclo solar(de 365 dias), são acrescentados a cada oito anos noventa dias ao calendário, ou, aproximadamente duas lunações. Desta forma não se perde a sincronia nem com o ciclo solar nem lunar. Sendo este um calendário lunar, e enquanto o nosso é solar.

Confuso? Talvez.
Mas o mais engraçado é que cada um de nós, dependendo do nosso ano de nascimento, temos um animal que corresponde a nós, e este ano calhou a sorte ao Sr.Rato.
Eu sendo macaco ainda vou ter que esperar uns anos para ter o dito ano do macaco.
Acho piada pois por vezes os animais, por coincidência ou não, condizem com as pessoas na perfeição, e a sua personalidade também conta.
Eu não sou de acreditar muito em horóscopos feitos, mas acho piada a este calendário, é já antigo e traz consigo muita história.
Uma pessoa pode ser rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, cabra, macaco, galo, cão ou porco, depende assim do ano que a pessoa nasce, e consigo traz uma série elementos que caracterizam algumas partes da pessoa ou a totalidade da mesma.
Este ano como disse o rato está no topo, sendo este um ano de abundância,trazendo a oportunidade e bons projectos.

Não faz parte da nossa cultura é certo, mas para os ratos há que agarrar esta oportunidade, até porque há uma série de condicionantes que estão relacionadas, e depois como em tudo na vida, há os que dizem que vai ser um bom ano, outros que dizem que vai ser desastroso.
Apenas quis abordar este tema, que não falei de forma muito profunda, pois é algo que não é fácil de resumir para culturas diferentes por vezes.
Agora falando de horóscopos que é uma coisa totalmente diferente pois a maioria é diário e este calendário engloba um ano inteiro.
Eu não vou dizer que não os leio, leio e por vezes até condiz com a realidade, mas há uma coisa que me faz espécie desde sempre que é, dizer uma coisa geral para cada signo, quer dizer todos as pessoas de signo X vão ter o mesmo acontecimento ?
E se for mau porque não se juntam e combatem ?
E porquê que tem que haver sempre uma doença ?
E porquê que ...
Há uma série de perguntas, álias julgo que já falei um pouco devido a um outro tema, mas cabe a cada um acreditar ou não, ou pelo menos por curiosidade ler.

Sobre o tema inicial, o ano do rato, há que ter é muito cuidado com as nossas despensas, pois o calendário chinês diz mesmo que é um ano muito bom para as oportunidades.


1 remendo(s):

Gabriela Caldeira disse...

Macaco até à morte (que remédio!)!
Eu por acaso até que elio os horóscopos, não que acredite, mas por curisidade e acho piada; além do mais, se estivermos a passar um dia mau, a leitura do horóscopo, verdadeira ou não, sempre dá um pouco de alento...
Quanto à minha despensa, vai ser impossível ter cuidado porque, verdade se diga, a minha despensa corre mais risco comigo do que com o Sr. Rato (curiosamente, enquanto escrevo isto, já estou com cereais numa taça).

Olha, sei que já passa do dia, mas primeiro sabes que não me esqueci e depois só quero ter a oportunidade de postar isso visto que a dita "festa" ainda não aconteceu:

FELIZ ANIVERSÁRIO!

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados