-

terça-feira, 7 de abril de 2009

Não empurrar, mata.

As desigualdades sociais sempre foram factor presente em todas as sociedades e ainda são.
Enquanto que em algumas, a repressão não as fazia sentir, pois todos estavam submissos ao mesmo, na sociedade actual o ideal de liberdade é causa da sua intensificação. A fusão da liberdade e da igualdade nem sempre é positiva, já que nem todos podem obtê-la. Da sua não obtenção há o esquecimento dos vencidos e os “empurrões” entre os vencedores, que teimam em perpetuá-la.
A sociedade de hoje a meu ver é pouco madura, vendo em tudo uma oportunidade para mais um ganho, parece que se esqueceu dos tempos que 1974 atenuou e exerce assim alguma da tirania que consegue sobre os mais fracos, porém quando sofre algum atentado revolta-se, dizendo que já passou 1974.
Contudo, neste período, apesar das desigualdades sociais existirem, todos eram iguais quanto à sua posição submissa.
Na minha opinião, um dos factores que leva a “um tempo de empurrão”, como refere Manuel Alegre, é o facto de se colocar cada vez mais o poder politico na mão dos cidadãos. Não que seja negativo, se fosse caminharíamos para uma nova ditadura, porém a sociedade confunde, muitas vezes, os interesses particulares com os públicos. Deseja ser correspondida logo que intervém o que leva a uma menor consciencialização sobre as restrições que a politica tem, o que interfere na vida de cada um, mesmo daqueles que não tiveram oportunidade de participar.
Os homens portam-se cada vez mais como irracionais, nascem livres porém a ânsia de ampliar a liberdade faz com que “empurre” os que nasceram na mesma condição e que se vão tornando escravos ao longo de uma vida.
É certo que o mundo agora exige a supremacia do nosso “mundinho”, apelando ao egoísmo, contudo há que ver que a época precedente a 1974, como tantas outras épocas difíceis, nunca assistiram a tantos empurrões, precisamente na altura em que eram necessários.

Este texto foi escrito por mim num teste de Português, em que nos foi pedida uma reflexão sobre as diferenças da nossa sociedade e a da época de 1974, principalmente.

11 remendo(s):

O Profeta disse...

As madrugadas na Ilha
São feitas de morna calmaria
A brisa dança no silêncio
Os pássaros dormem em harmonia

Uma valsa de bonança
O rodopio das águas de um ribeiro
As hortênsias pintam a terra de azul
Um sino solta o seu tocar primeiro



Boa Páscoa


Mágico beijo

escarlate.due disse...

um bom texto Marta!! belissima reflexão.
em todos os tempos se verificaram desigualdades, não é um factor exclusivo desta sociedade.
que em 1974 a desigualdade era notória? sim era. mas talvez agora se note ainda mais.
recuar é solução? não creio! mas concordo que existe uma séria confusão no que toca a interesses.
no fundo acho que liberdade é algo que exige muita responsabilidade e esta geração pós 1974 não estava apta a apreendê-la assim tão rápido... mas acredito que há-de lá chegar

Débora Val disse...

"Porém a sociedade confunde, muitas vezes, os interesses particulares com os públicos." Este é o mal da nossa sociedade. Até os políticos confundem isto. Para mim, a liberdade e a igualdade completas é uma utopia que dificilmente se irá atingir.

Beijos.

Lu.a disse...

Xiii pá, até parece que 1974 foi há muuuuuuito tempo... :P

Lu.a disse...

Entendi o texto e gostei muito, e podes tratar-me por "tu" :D

Sunshine disse...

Gostei muito do texto.
Penso que a maior ilusão criada na nossa sociedade é a da liberdade.
Boa Páscoa.
beijinhos com raios de sol

Fabricante de Sonhos disse...

Olá Marta!

Uma ótima reflexão... Um texto muito lindo e bem escrito com uma mensagem e um desejo de pensar no que podemos fazer pra mudar alguma coisa...
Gostei muito, viu?!

Uma Feliz Páscoa!

Beijos!

Fabricante...

BC disse...

Acabei de ver o teu comentário de modo que o venho já retribuir.
Uma Santa Páscoa também para ti Marta.
Beijo
Isabel

LUZIMAR disse...

OLÁ MARTA GOSTEI DO TEXTO.

OLÁ,

DESEJO PAZ...
DESEJO QUE VOCÊ CONSIGA RECOMEÇAR SEMPRE...
PÁSCOA É MOMENTO DE REFLEXÃO!
MOMENTO DE RENOVAÇÃO...
MOMENTO DE RESSURGIR PARA O AMOR!!!
MUITA PAZ...
MUITA PAZ...
MUITA PAZ...

COM CARINHO, LUZIMAR!

Heloisa Ikeda... disse...

Desigualdades sempre iram existir, assim como as diferenças. O que temos que fazer é aprender a conviver com elas! ^^

E só mais uma coisa. Por causa do novo acordo ortográfico não tiraram o "c" do Actual de vcs?? HSUAHSUAHSUAH

bjs

Sandra Daniela disse...

Feliz Páscoa!!!
Toda manhã o Sol renasce pra te aquecer...
Faça como ele...

Toda manhã renasça para olhar o seu filho pequenino...
Todo dia renasça pra vê-lo crescer...
Todo dia renasça pra orientá-lo mesmo que ele já esteja
Crescidinho...

Todos os dias renascemos para a vida...
Para um novo amor...
Com um olhar “novo” para o desconhecido...

À noite a lua renasce passa por fases,
Cheia, minguante, nova crescente isso é Vida!!!


Por toda a nossa vida somos como a lua
Passamos por fases mas todos os dias
Renascemos para ser feliz...
Para brilhar como o Sol e se transformar como a Lua...

Isso é PÁSCOAL...

(Poema de Gorete Salvador)

beijinho

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados