-

sábado, 3 de maio de 2008

Auto-estima

"Somos um país pequeno. Somos pessoas frias. A crise instalou-se..." Quem ainda não ouviu ou proferiu estas palavras que faça o primeiro comentário.
Portugal é um país muito bonito, claro que quem vive nele não o vê como um turista, com a admiração que uma viagem traz, porém temos que reconhecer que tem muita beleza, e história.
É verdade sim, que Portugal tem algumas diferenças sociais, algo que a pouco e pouco se alastrou pelos vários paises, porém porque não ver o que é bom? Que por exemplo parte desses paises fomos nós que os descobrimos?
Nós não temos falta de capacidade, mas sim de auto-estima.
Fomos vistos durante muito tempo como os atrasados da Europa, em que quando se falava por exemplo da mulher portuguesa ocorria logo a imagem de uma mulher baixa, com bigode, e tudo porque não soubemos transmitir o que de melhor havia, eramos conhecidos com piadas, ou as pessoas mais cultas ainda ensinavam os ignorantes, ignorantes esses que ainda o são por vezes e confundem Portugal com uma provincia. Eu nem vou por aí, pois estaria a fugir ao tema deste texto.
Eu discordo com o acordo ortográfico que está a ser ponderado, o qual já é arrastado há alguns anos e que agora em 2008 é um assunto muito abordado.
A Língua Portuguesa tem fama de ser a mais complicada do mundo, e essa fama deve-se as raízes que a constituem, e não querendo desvalorizar o português do Brasil, que até acho que respeita muito a sua estrutura, acho que não há razão para mudar.
Devemos ver a história do nosso país, e respeitar, não é a adoptar elementos de outros países, que vamos melhorar.
O Euro 2004 conseguiu pôr muitos portugueses a cantar o hino, e a colocar a sua bandeira nas janelas em sinal de orgulho e de esperança.
Nós temos razões para nos orgulhar do nosso país, e devemos ver o que ele tem de mais bonito, que servirá de suporte ao que está menos bem.

12 remendo(s):

Gabriela de Sousa disse...

Vou fazer o primeiro comentário, porque, efectivamente, nunca proferi tal afirmação, hehehe (sou extremamente nacionalista).

É assim: também não tenho nada contra o português do Brasil, muito pelo contrário, até acho que têm uma fala um tanto quanto melódica, apenas prezo as minhas origens.
Devíamos, de facto, ter mais orgulho no nosso país e perceber daquilo que somos capazes realmente.

Gostei muito do texto! Por curiosidade, devias passar pelo Fantaslíngua pois tem um texto subordinado a este tema; talvez fosse giro haver a comparação de opiniões.

Beijos

Fernando Vasconcelos disse...

Pois eu concordo contigo. Acho que pelo menos uma vez na vida acabamos por dizer uma das coisas que referes. Está no nosso sangue (e o dizer mal também, lembras-te das crónicas de mal dizer ?). Em todo o caso tens igualmente razão quando referes que não temos razão para isso. Temos um grande país e um grande povo em muitos sentidos. Basta acreditar e trabalhar. Continua.

Camilla disse...

Eu AMO Portugal!!
E olha que eu sou brasileira, não tenho nenhuma descendência portuguesa e nunca conheci teu país.
Mas acho liiindo, meu sonho é conhecê-lo e eu torci mto para que vocês ganhassem a copa do mundo =)

A Língua Portuguesa aqui é basicamente a mesma e sou apaixonada por ela!!

Bjooo

poetaeusou . . . disse...

*
sou português,
aqui, agora e sempre,
,
conchinhas,
,
*

imnotinsane disse...

Eu concordo.
Nem deviam ter-se lembrado desse acordo ortigráfico...
Camoes já deve andar às voltas no tumulo...!
Já tive orgulho no meu país, neste momento nao o tenho e nao tenho problema em diz-lo...
Estamos muito mal, em tudo...
Medicina, segurança social, trabalho...
É muita coisa...
Durante estes ultimos anos andei em viagem pelo nosso país e descobri coisas lindissimas, sitios quase parasidiacos!
Mas isso só serve para esconder os problemas...
Está a ficar um país para turistas e milionários, é a dura verdade.

***

Fláh disse...

Concordo com vc do começo ao final.
E nao compreendo algumas das correções que o acordo ortografico pretende fazer.
Se ja axam o portugues dificil, iamgina com algumas das correções.

xanata disse...

hum..sabes é bem verdade.. eu o verão passado fui passear por terrinhas de portugal e digo-vos uma coisa foi a melhor coisa que fiz.. vi com cada coisa, cada paisagem mais bonita, as pessoas sempre hospitaleiras, sempre prontas para uma conversa de momentos.. nao sabemos mesmo o que temos.
os portugueses e claro que tem muitos defeitos, como todos os povos e umas das coisas que nos caracteriza é provavelmente a falta de empenho.. nunca fazemos nada com muito empenho e por isso ficamos sempre pelo mediano quando podiamos atingir bem melhor, mas havemos de mudar..
quanto ao acordo eu tambem estava numa "ora que lata, a lingua mae é nossa porque havemos de mudar?! eles que mudem! " sempre a dizer isso de nariz empinado.. mas depois, houve alguem que me deu a entender melhor que às vezes nao interessa preservarmos as raizes se elas nos impedirem de caminhar e que entao poderemos pensar numa forma de a nivel mundial nos afirmarmos etc.
quanto a provincia de espanha.. uma vez em madrid num elevador um sr muito bem formado ingles perguntou-me de onde era etc e eu disse que vinha de portugal ele fez uma cara muito estranha, seguida de muito pensativa, ate que perguntou de que parte de espanha era isso..
na altura so me apeteceu saltar-lhe a espinha e esgana-lo.. mas dps ainda ficava Portugueses os mais violentos.. e contive-me
isto ja aqui vai um testamento.. sorry
beijinho

Heloisa Ikeda... disse...

Olá Martha ^^

Que bonito oq escreveste de Portugal rs. Tenho muita vontade de conhecer ai, muita mesmo. Afinal vocês foram nossos descobridores e apesar de muito terem explorado de nossas riquesas naturais, temos muito ainda de sua cultura, o idioma que falo por exemplo rs... adoro o portugues, tanto de portugal quanto do brasil. Em cada lugar que uma lingua está ela acaba se modificando conforme a cultura, e clima vivido nele, e penso que assim como está ela deve permanecer.
Beijos :*

Ana Carolina disse...

Obrigado pelo comentário. ;) Foi o 1º que tive. Eu acho que o povo português não dá valor aos valores que tem. O nosso povo tem de dar o seu melhor em todos os trabalhos, sejam eles qual forem.

Ana D. disse...

entao eu vou comentar. A maior parte dos portugueses naõ diz mal de portugal, diz mal dos politicos de portugal. por que há certos monumentos de portugal que têm mais encanto do que , por exemplo a torre eifel.
Se formos a ver, um francês é capaz de achar mais bonito o mosteiro da batalha do que o arco do triunfo ( é em frança, não é?)
Porque como nos habituamos a uma coisa , chega ao ponto de ficarmos sem interesse.
É só isso , porque portugal continua a ser o torraosinho de alguem...

Anónimo disse...

Concordo com vocês, colegas portugueses.
Até aqui no Brasil tem muita coisa que nos traz vergonha (exemplo : o maldito carnaval que é do sudeste deste país e não dele inteiro, o crime no Rio de Janeiro). Eu particularmente, assim como uma das pessoas que postou, acho o monumento à Anita Garibaldi aqui em Santa Catarina muito melhor do que a porcaria do futebol masculino neste país. Também discordo do acordo ortográfico que nos foi imposto sem levar em conta as nossas opnîões. É ultrajante saber que nos países lusófonos ainda não há total liberdade de opnião e expressão. Consequentemente também ainda há grande manipulação pelo poder investido da maioria.
Até estava lendo algo a respeito sobre uns dos vizinhos de vocês (a Suíça) que o sistema de democracia deles me parece mais justo e leva em consideração a opnião tanto das maiorias quanto das minorias.

Anónimo disse...

"Nem deviam ter-se lembrado desse acordo ortigráfico...
Camoes já deve andar às voltas no tumulo...!
Já tive orgulho no meu país, neste momento nao o tenho e nao tenho problema em diz-lo...
Estamos muito mal, em tudo...
Medicina, segurança social, trabalho...
É muita coisa...
Durante estes ultimos anos andei em viagem pelo nosso país e descobri coisas lindissimas, sitios quase parasidiacos!
Mas isso só serve para esconder os problemas...
Está a ficar um país para turistas e milionários, é a dura verdade."

Nossa! Falando assim, parece estar falando do Brasil.
Porque a situação aqui é praticamente idêntica.

© oblogdocorte 2007. Todos os direitos reservados